fbpx

O seu filho refugia-se em si mesmo evitando o diálogo e isolando-se?

Ao longo da minha prática profissional tenho-me deparado com situações para com as quais as crianças e adolescentes não têm conseguido lidar dentro do contexto escolar. Por conseguinte, a escola apresenta-se à criança como uma fonte inesgotável de benefícios psicoafectivos, fundamentais no seu desenvolvimento, permitindo-lhes cultivar o saber, o respeito pelo outro, a cedência do seu papel[…]

Ler mais…

Regresso às aulas: os pais que são professores nas horas vagas

A ida dos nossos filhos para a escola pressupõe alterações nas rotinas diárias de uma família quando comparadas com os meses de férias. As mesmas quando não são organizadas convenientemente implicam sempre algum desgaste físico-emocional, caminhando todas as atividades implícitas a uma família para a não resolução correta de todas as situações e, com estes acontecimentos potenciam-se[…]

Ler mais…

«Estou farto!» – Não deveria ser a fartura uma coisa boa?

"Estou farto!" - Esta expressão é muito usada pelas pessoas que entram nos nossos consultórios, e após verbalizarem estas palavras, "estou farto!", logo de seguida respiram fundo como se tivessem medo de estarem fartos! O facto é que estar farto tem causado uma ansiedade constante em todo o tipo de pessoas pelo mundo inteiro. Não deveria ser[…]

Ler mais…

É possível aprender a amar?

Todos nós nascemos com o objetivo de partilhar tudo o que temos em prol dos que nos rodeiam. Esta é a essência do ser humano não havendo alterações de pessoa para pessoa, existindo sim construções vivenciais que fazem alterar a razão de amar o próximo. A procura do amor coexiste com a funcionalidade do ser humano e[…]

Ler mais…